sábado, 27 de fevereiro de 2016

Por falar na mágica comunicação através dos livros, da leitura; você conhece o Instituto Pró-Livro?

Sobre o Instituto Pró- Livro
O Instituto Pró- Livro – IPL é uma associação de caráter privado e sem fins lucrativos mantida com recursos constituídos, principalmente, por contribuições de entidades do mercado editorial, com o objetivo principal de fomento à leitura e à difusão do livro.
Foi criado em outubro de 2006, como resultado de estudos e conversação entre representantes do governo e entidades do livro, e constitui uma resposta institucional à preocupação de especialistas de diferentes segmentos – públicos e privados – das áreas da educação, cultura e de produção e distribuição do livro, pelos níveis de letramento e hábitos de leitura da população em geral e, em particular, dos jovens, significativamente inferiores à média dos países industrializados e em desenvolvimento.
Concretiza-se num conjunto de estratégias destinadas a promover a competência leitora, os hábitos de leitura e o acesso aos livros, especialmente voltado à inclusão cultural de 70 % da população brasileira que não tem acesso ao livro e aos bens culturais.
O Instituto conta com recursos financeiros das contribuições de seus associados para desenvolver diretamente ou apoiar projetos de estimulo a leitura e promoção de acesso ao livro envolvendo toda a população.
Serão estimulados e priorizados os Projetos e publico alvo que atendam aos seus Objetivos, Estratégias e Plano de Metas, baseado em sua arrecadação anual. Deverão ser privilegiados, como publico alvo as crianças e os jovens, o que demandará mobilizar os principais responsáveis pela sua educação e hábitos de leitura: educadores, pais, bibliotecários, animadores e mediadores de leitura.
Propõe-se a dar agilidade e transparência à execução das ações, oferecendo alternativas para o poder publico e estabelecendo parcerias voltadas a efetiva implementação dos principais Eixos nomeados pelo Plano Nacional do Livro e Leitura - PNLL, priorizando as ações consideradas pelo Instituto como viáveis e essenciais para seus objetivos. [...]

Nenhum comentário:

Postar um comentário