sábado, 30 de julho de 2016

30/07 - Dia internacional da amizade: mensagem de Ban Ki-moon

Ban lembrou do poder que um aperto de mão é capaz de ter. “As forças de divisão que ativamente tentam minar a paz, a segurança e a harmonia social não são páreo para o simples mas poderoso ato de estender a mão nos nossos círculos pessoais e especialmente além deles. Laços de confiança podem tecer uma rede de segurança que proteja a todos nós”, afirmou no comunicado.
O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, divulgou uma mensagem para o Dia Internacional da Amizade, celebrado em 30 de julho, afirmando que laços de camaradagem podem contribuir para mudanças fundamentais para a estabilidade no mundo.
Ban lembrou do poder que um aperto de mão é capaz de ter. “As forças de divisão que ativamente tentam minar a paz, a segurança e a harmonia social não são páreo para o simples mas poderoso ato de estender a mão nos nossos círculos pessoais e especialmente além deles. Laços de confiança podem tecer uma rede de segurança que proteja a todos nós”, afirmou no comunicado.
O dirigente da ONU lembrou ainda que ao confrontar os problemas enfrentados globalmente, como pobreza, violência e abusos de direitos é necessário compartilhar e promover o espírito humano da solidariedade o que, individualmente, pode ter a forma da amizade. E finalizou: “vamos celebrar e cultivar relacionamentos, enriquecendo nossas vidas e melhorando o futuro”.

"Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta". Albert Einstein

Médico debocha de paciente na internet: 'Não existe peleumonia'

Médico e duas funcionárias foram afastados após postagem em rede social. [...]




sexta-feira, 29 de julho de 2016

"O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos". Eleanor Roosevelt

Muro de escola no Paraná vira 'estante de livros' para incentivar alunos a ler

Títulos expostos no muro de livros foram sugeridos pelos próprios alunos do Colégio Martin Luther, de Marechal Cândido Rondon (PR)
Segundo o diretor da escola, títulos foram sugeridos pelos próprios alunos. 'Ideia é oferecer aos estudantes o que não tive na minha época', explica.

Por Fabiula Wurmeister / Do G1 PR

Títulos como “A culpa é das estrelas”, de John Green, “O menino do pijama listrado”, de John Boyne, “As crônicas de Nárnia”, de C.S. Lewis, "Diários do Vampiro", de L. J. Smith, e “A casa das orquídeas”, de Lucinda Riley, são alguns dos que recheiam a estante de livros pintada no muro do Colégio Martin Luther, em Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná. O incentivo à leitura que chama a atenção de quem passa pelo local e que também ganhou repercussão na internet não é uma ideia isolada, explica o diretor do colégio evangélico Ildemar Kanitz. Há pelo menos três anos, ele aposta em algumas iniciativas que possam estimular os alunos a ler. “A leitura leva à chave do conhecimento”, resumo ao destacar outro projeto que, admite, não teve tanto sucesso como o da estante. [...]
Boas ideias devem nos servir de inspiração! Pense sobre isso!

terça-feira, 26 de julho de 2016

Produção de textos para a 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro entra na fase final

Oficinas nas escolas vão até o dia 08 de agosto e os trabalhos selecionados devem ser inseridos até o dia 19 no site www.escrevendoofuturo.org.br/concurso
 Os professores das escolas públicas que se inscreveram na 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro têm até o dia 8 de agosto para realizarem as oficinas de produção de textos com os alunos. O diretor da escola terá, então, até o dia 19 de agosto para incluir o trabalho selecionado no site https://www.escrevendoofuturo.org.br/concurso.
O Programa recebeu nesta edição, mais de 170 mil inscrições e teve a adesão de todos os estados brasileiros, 4.874 municípios e quase 40 mil escolas. O principal objetivo é mobilizar os professores para o ensino da Língua Portuguesa e oferecer formação ao docente para aperfeiçoar a didática de produção de textos.
Os trabalhos inscritos são divididos em quatro gêneros, de acordo com as séries: Poemas para alunos de 5º e 6º anos do Ensino Fundamental, Memórias Literárias para 7º e 8º anos, Crônica para 9º e 1º do Ensino Médio e Artigo de Opinião para os estudantes de 2º e 3º anos do Ensino Médio. As oficinas conduzem a preparação dos textos e ajudam a aprofundar o conhecimento sobre cada gênero.
A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é desenvolvida pela Fundação Itaú Social e o Ministério da Educação (MEC), com a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). Tem como tema “O lugar onde vivo”, para que os alunos possam estreitar os vínculos com a comunidade.
Seleção e premiação
Após a etapa escolar, que se encerra no dia 19 de agosto com a inscrição dos textos no site do Programa, acontecem as etapas municipal e estadual. Deste processo, são escolhidos os 500 trabalhos que seguirão para a semifinal, 125 de cada gênero. As comissões julgadoras são compostas por pais, membros da comunidade, especialistas de universidades, representantes das instituições parceiras, do MEC e da Fundação Itaú Social.
Para a final da 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro serão selecionados 152 textos, 38 de cada gênero. A cerimônia de premiação acontece no dia 06 de dezembro, em Brasília (DF), quando serão conhecidos os 20 ganhadores, cinco de cada categoria.

Fonte: Assessoria de imprensa Fundação Itaú Social
Tamer Comunicação - Ana Claudia Bellintane /Daniela Martins / Paula Ferraz - www.tamer.com.br

domingo, 24 de julho de 2016

Leia e reflita!

Hannah Arendt - foi uma filósofa política alemã de origem judaica, uma das mais influentes do século XX(1906-1975)

terça-feira, 19 de julho de 2016

"A amizade não se busca, não se sonha, não se deseja; ela exerce-se (é uma virtude)". Simone Weil


Por que as pessoas entram na sua vida?

Martha Medeiros

Pessoas entram na sua vida por uma "Razão", uma "Estação" ou uma "Vida Inteira". Quando você percebe qual deles é, você vai saber o que fazer por cada pessoa.

Quando alguém está em sua vida por uma "Razão"... é, geralmente, para suprir uma necessidade que você demonstrou. Elas vêm para auxiliá-lo numa dificuldade, te fornecer orientação e apoio, ajudá-lo física, emocional ou espiritualmente. Elas poderão parecer como uma dádiva de Deus, e são! Elas estão lá pela razão que você precisa que eles estejam lá. Então, sem nenhuma atitude errada de sua parte, ou em uma hora inconveniente, esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim. Ás vezes, essas pessoas morrem. Ás vezes, eles simplesmente se vão. Ás vezes, eles agem e te forçam a tomar uma posição. O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas, nossos desejos preenchidos e o trabalho delas, feito. As suas orações foram atendidas. E agora é tempo de ir.

Quando pessoas entram em nossas vidas por uma "Estação", é porque chegou sua vez de dividir, crescer e aprender. Elas trazem para você a experiência da paz, ou fazem você rir. Elas poderão ensiná-lo algo que você nunca fez. Elas, geralmente, te dão uma quantidade enorme de prazer... Acredite! É real! Mas somente por uma "Estação".

Relacionamentos de uma "Vida Inteira" te ensinam lições para a vida inteira: coisas que você deve construir para ter uma formação emocional sólida. Sua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa, e colocar o que você aprendeu em uso em todos os outros relacionamentos e áreas de sua vida. É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente. Obrigado por ser parte da minha vida.

Pare aqui e simplesmente SORRIA.

"Trabalhe como se você não precisasse do dinheiro, Ame como se você nunca tivesse sido magoado, e dance como se ninguém estivesse te observando."

"O maior risco da vida é não fazer NADA."

(Fonte: http://pensador.uol.com.br/frase/OTU4NzQ/)

Sinpro Minas repudia avaliação de desempenho de professores



quarta-feira, 13 de julho de 2016

O melhor do Rock!!!



Hoje é dia de Rock!

O dia 13 de julho é conhecido no Brasil como Dia Mundial do Rock. A data celebra anualmente o rock e foi escolhida em homenagem ao LIVE AID, megaevento que aconteceu nesse dia em 1985. A celebração é uma referência a um desejo expressado por Phil Collins, participante do evento, que gostaria que aquele fosse considerado o "dia mundial do rock". O evento também ficou conhecido por contar com grandes artistas do gênero, como Queen, Mick Jagger, Keith Richards, Ronnie Wood, Elton John, Paul McCartney, David Bowie, U2 entre outros. (Saiba mais em https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_mundial_do_rock)


terça-feira, 12 de julho de 2016

CONCURSO LITERÁRIO SINPRO

REGULAMENTO
I – Do objetivo
O Concurso Literário regido por este regulamento tem como objetivo principal abrir espaço para a produção literária entre os professores filiados ao Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais – Sinpro Minas, por meio da seleção de cada categoria (conto, crônica, poesia).
II – Das condições
1 – Poderão participar do concurso de contos, crônicas e poesias professores filiados ao Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais – Sinpro Minas.
2 – O texto apresentado deverá ser rigorosamente inédito.
3 – Serão automaticamente desclassificados textos publicados em blogs, sites ou em quaisquer outras formas de divulgação.
4 – É vedada a participação de membros das comissões organizadora e julgadora, bem como de diretores/as do Sinpro Minas*.
5 – Cada concorrente poderá participar com apenas 1 (um) texto, em cada categoria, com temática livre, sendo vedada a coautoria.
6 – Os participantes poderão concorrer em mais de uma categoria, enviando os trabalhos nas várias categorias com um único pseudônimo, num mesmo envelope
7 – Os autores deverão utilizar fonte Times New Roman tamanho 12, com espaçamento 1,5 entre as linhas e todas as margens medindo 3 cm. Os contos não poderão ultrapassar o limite de 4 (quatro) páginas; as crônicas terão como limite 3 (três) páginas e as poesias, no máximo 6 estrofes.
III – Da inscrição
1 – As inscrições estarão abertas de 22 de junho a 15 de agosto de 2016.
2 – Os trabalhos deverão ser enviados pelos correios, via Sedex, para: CONCURSO DE CONTOS, CRÔNICAS E POESIAS ou entregues, no horário das 9h às 17h, neste endereço: R. Jaime Gomes, 198 – Floresta, Belo Horizonte / Cep: 31015 240. No caso de envio pelos Correios, será levada em conta a data de postagem.
3 – Os textos, em 4 (quatro) vias impressas, com as páginas numeradas e folhas grampeadas, deverão apresentar apenas o título do trabalho e o pseudônimo do autor. O pseudônimo escolhido não pode permitir a identificação do autor. Logo, é vedada a utilização de apelidos ou nomes artísticos que o autor utilize para publicar suas obras.
4 – Junto com este material deve ser encaminhado um envelope lacrado, identificado externamente apenas com CATEGORIA do(s) texto(s) (conto, crônica ou poesia) inscritos, TÍTULO (S) do(s) trabalho(s) e PSEUDÔNIMO do autor. Internamente, deve conter um documento informando: título(s) e categoria(s) do(s) trabalho(s), pseudônimo, nome completo do autor, além de endereço completo, telefones e email para contato, números de RG e CPF
IV – Da seleção
1 – O julgamento será feito por uma comissão julgadora – composta por professores de literatura e escritores.
2 – A avaliação dos textos será realizada com base nos critérios de originalidade, criatividade, qualidade técnica empregada e respeito à limitação de páginas e caracteres especificada na alínea 7, do item II (Das Condições)
3- As decisões da comissão julgadora serão irrecorríveis.
4 – Os trabalhos classificados serão comunicados aos vencedores até o dia 15 de setembro e a entrega dos prêmios será feita na Atividade na Praça no dia 15 de outubro – dia do Professor – local , horário e programação a serem divulgados.
V – Da premiação
1 – Serão selecionados três trabalhos em cada categoria. Cada professor que teve seu trabalho classificado receberá:
1º lugar em cada categoria: um tablet e no mínimo cinco obras;
2º lugar em cada categoria:uma máquina fotográfica e no mínimo cinco obras;
3º lugar em cada categoria: um smartphone e no mínimo cinco obras
§ 1º – A comissão julgadora também atribuirá menções honrosas a até dois trabalhos em cada categoria, os quais serão publicados juntamente com os demais.
2 – Ao se inscreverem, os participantes concordam em ceder os direitos autorais dos textos ao Sinpro Minas, para publicação ou divulgação por meio eletrônico.
3 – O Sinpro Minas não será responsável por nenhuma despesa referente ao comparecimento dos participantes à cerimônia de premiação.
VI – Das disposições finais
1 –- Os textos recebidos pela Comissão não serão devolvidos.
2 – A participação neste concurso implica a aceitação total e irrestrita de todos os itens deste regulamento.
3 – Casos omissos serão resolvidos pela comissão julgadora e pelos organizadores do concurso.
Belo Horizonte, 22 de junho de 2016.
Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais – Sinpro Minas
*Retificação no edital feita em 28/6/16, para inclusão da informação relativa à não participação de diretores do sindicato no concurso.
www.sinprominas.org.br 

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Fique sabendo...

BOTAR A BOCA NO TROMBONE

 Por  GSpínola

Fazer coleção de alguma coisa é mania de muitas pessoas. Tem gente que coleciona caixinhas de fósforos, canetas, sabonetes e xampus de hotéis, tampinhas de latas, bichos de pelúcia, recortes de jornais, postais e eu coleciono expressões populares, nomes próprios incomuns, provérbios e frases pronunciadas que não conhecemos o seu verdadeiro sentido.
É divertido, é lúdico, é bom para a memória e não deixa de ter um sentido didático, despertando a curiosidade e a surpresa com a descoberta de tantas expressões que usamos no dia – a-- dia e nunca paramos para pensar de onde elas surgiram.
“Viver é ter curiosidade“. Frase dita pelo paisagista Burle Marx, criatura que viveu cada minuto da sua vida voltada para a curiosidade. [...]

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Que tal pensar sobre isso, hein?!

"Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.
O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade.
Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça.
Digo o que penso, com esperança.
Penso no que faço, com fé.
Faço o que devo fazer, com amor.
Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende!"

Cora Coralina
(1889-1985)